MTL Team Profile: Team Not Rocket


Bem-vindos a mais um team profile, desta vez sobre os Team Not Rocket!

Esta equipa é constituída por Bruno Alves e Rita Valentim, dois jogadores que se conhecem há já muitos anos e com playstyles idênticos. Devido a esta química, os Team Not Rocket podem dedicar mais do seu tempo a preparar os jogos, ao contrário de equipas menos experientes que podem necessitar de se habituar a jogar em conjunto em multi battles. Segundo o Bruno, eles tinham até já tido a ideia de organizar uma draft league semelhante a esta, pelo que nem hesitaram quando convidados a participar na MTL. Bruno menciona também que este tipo de liga é extremamente interessante devido à criatividade necessária para ganhar todas as semanas, e que os TNR esperam ganhar experiência valiosa de teambuilding ao participar nesta liga, para além de alguns “grabbing rights”, uma referência a uma gaffe cometida em stream pela equipa portuguesa de comentadores Pokémon.

Então e o nome? Para quem conhece ligas online, pode pensar que é uma referência a uma equipa da MBL, os Team Not Scald. No entanto, os TNR refutam isso, explicando que é simplesmente uma homenagem aos Team Rocket, que consideram ser a equipa mais mediática e engraçada, e ao seu próprio fanatismo pela série de TV de Pokémon. No entanto, decidiram incluir o “Not” pois não tencionam falhar tanto como a equipa original.

Tendo em conta a experiência e o entusiasmo desta equipa, não é surpreendente que o seu draft tenha sido meticulosamente planeado. Embora alguns dos Pokémon não tenham sido exactamente aqueles que queriam, os TNR dizem que estão satisfeitos com as soluções que arranjaram. Em geral, conseguiram seguir um dos planos iniciais, e as escolhas de Landorus-T, Venusaur-M e Suicune não foram comprometidas.

Analisando a equipa final, duas características sobressaem imediatamente. Em primeiro lugar, a presença de Landorus-T, o Pokémon mais usado no formato VGC e um dos Pokémon mais versáteis em geral. A sua habilidade Intimidate permite controlar a presença ofensiva dos adversários, e os variados ataques que pode usar tornam-no extremamente útil em qualquer formato. A segunda característica importante é a presença de um núcleo FWG (Fire-Water-Grass) muito forte com Entei, Suicune e Venusaur-M. Estes três cobrem as suas fraquezas mutuamente e formam um núcleo muito difícil de derrotar. Para além disso, esses três Pokémon são também bastante versáteis, o que dificulta ainda mais a preparação das equipas adversárias. Para controlo de velocidade e uma maior presença ofensiva, os TNR escolheram o Aerodactyl-M, apoiado pela escolhe de Raichu, que também protege o Suicune de ataques do tipo Electric. Estes primeiros seis Pokémon formam uma barreira muito difícil de parar e com excelente sinergia. No entanto, são relativamente vulneráveis a equipas preparadas para Trick Room, o que a presença de Ursaring, com a sua habilidade Guts, tenta limitar. Kyurem é uma escolha principal para lidar com Pokémon do tipo Ground, visto que dois dos Pokémon do núcleo principal são fracos a ataques desse tipo e os TNR ainda não tinham nenhum Pokémon que rapidamente tratasse dessa fraqueza. Por fim, Meganium oferece uma opção do tipo Grass menos bulky que Venusaur-M mas que não é fraca ao tipo Psychic e com bons ataques de apoio à equipa, ao passo que a escolha de Zoroark é excelente para pressionar equipas adversárias, que precisarão de ter sempre em conta que talvez o que vêem à sua frente não é o que parece.

Estatisticamente, a equipa dos TNR é a que tem maior presença ofensiva e também a maior quantidade de base stats em geral. Para além disso, foi visto que é também bastante diversa, pelo que não é surpreendente que não consigam dizer especificamente se há matchups bons ou maus contra outras equipas. No entanto, identificam os Silvarreia Klefs, seus adversários na última semana, como sendo “sem dúvida a mais forte e equilibrada da liga”, esperando por isso um jogo bastante difícil contra eles. Não esquecem, porém, que as outras equipas têm “vários jogadores juntos que se conhecem bem e que mesmo sozinhos já merecem bastante respeito, como os Salt City Haxers ou os Saltire Stags”.

Os Team Not Rocket partem para a segunda semana de competição não tendo ainda jogado nenhum jogo devido a uma alteração do calendário, pelo que está ainda tudo em aberto para eles. Não percam o jogo de estreia deles contra os Crinjões Triggadões esta semana!

Comentar